Etiquetas

, , , , , , , , ,

WPTCM87A

“Estás sentada junto ao mar, eu olho-te desde a esplanada enquanto o vento agita os teus longos caracóis cujo dourado se intensifica a cada raio de sol. És linda, mas não sabes. Adoro cada traço teu, mas nem imaginas. Costumas dizer-me que somos almas diferentes unidas por uma amizade que parece eterna, mas nem sonhas que para mim a eternidade só faz sentido se for a teu lado. Tens um doce ar de menina frágil, mas eu sei, porque te conheço bem, que és forte, mais forte do que julgas. Continuas a não acreditar em ti, a vir chorar no meu ombro sempre que alguém te deixa o coração em pedacinhos; continuas a perguntar-me se não me volto a apaixonar, se o desgosto da rapariga que me trocou pelo rapaz das motos foi suficiente para deixar de acreditar no amor. Respondo que não, que simplesmente ainda não apareceu a pessoa que me fará voltar a acreditar querendo, no entanto, dizer que só tu me fazes acreditar que o amor é possivel. Sabes Bianca, esses teus olhos azuis – azul da cor do céu, porque é no céu que, como tu dizes, se guardam todos os sonhos – fazem-me acreditar que o Mundo pode ser um lugar melhor, e um dia, não sei se próximo ou distante, vou finalmente dizer-te que quero guardar os meus sonhos junto dos teus lá no azul do céu, um azul quase tão bonito como o dos teus olhos. Mas enquanto esse dia e a coragem não chegam, vou continuar a observar-te, a admirar-te e a amar-te, desde esta esplanada, enquanto estás nos teus solitários momentos junto ao mar.”

Com amor, o teu Gil

Anúncios