Etiquetas

, , , , , , ,

accessories,back,black,and,white,concept,expression,fashion,hairstyle,life,photography,walk,woman-e32677e43a1f941c4f54bffb7b85c7b0_i

Amesterdão, Agosto de 2014

Decidi levar a ideia de um novo rumo à letra, e esse rumo acabou por me trazer numa viagem pela Europa. Depois de Madrid, Barcelona, Paris, Roma, Veneza e Florença cá estou eu, sentada na cama de um hostel na cidade de Amesterdão, a cidade onde tudo é legal e onde todos os excessos são permitidos. Esta seria, possivelmente, a cidade onde eu mais me enquadraria, a cidade rebelde, mas isso não está a acontecer. Estou cá há dois dias e até agora só me senti mal por perceber exactamente aquilo que as pessoas pensam de mim. Parece estranho, estando longe de todos os que me conhecem chegar a estas conclusões, mas a verdade é que consegui ver nos outros os comportamentos que reprovam em mim. Viajar sozinha pela Europa está a fazer-me encontrar um novo eu, está a tornar-me mais tolerante, menos agressiva e mais compreensiva. Percebi que tinha um ódio dentro de mim que não me deixava ser feliz nem seguir em frente. Quando regressar a Portugal tenho uns quantos pedidos de desculpa a fazer. Pode ser que para o próximo Verão possa repetir a viagem, quem sabe acompanhada por aqueles que, mesmo sem eu dar conta, eram os meus verdadeiros amigos. Tenho saudades das pessoas, mesmo daquelas que eu achava que só queria esquecer e alhear-me da sua existência. Tenho saudades do meu país. Saí há seis semanas de Lisboa e já sinto imensa falta da sua luz, tenho saudades do nosso mar e das nossas gentes. Não sei como as pessoas que vivem longe aguentam. As cidades europeias são de facto fantásticas, toda a sua história, todos os seus monumentos, as diferentes culturas, mas nada que chegue aos calcanhares do nosso país. Mas agora está na hora de ir dar mais um passeio. Hoje vou finalmente dar uma vista de olhos ao Bairro Vermelho, sempre quero comprovar se a fama que lhe é atribuída é verdadeira. Amanhã parto para Praga, e na próxima semana a tão aguardada Istambul, é lá que termino esta jornada e espero acabar de me encontrar. Sinto que me tornei numa nova pessoa, mas não vejo a hora de aterrar de novo em Lisboa.

Camila

Anúncios