Etiquetas

, , , , , ,

abraco-2
A Humanidade anda triste, o sofrimento acontece a cada canto. As pessoas vivem de uma forma tão automatizada que por vezes nos dão vontade de procurar o botão onde se pode desligar toda esta sociedade consumista e desprovida de valores para quem um qualquer presente caro vale mais do que um abraço.
Vivemos numa sociedade que lamenta as desgraças do Mundo nas redes sociais mas que ignora todas aquelas em que lhes seria muito mais fácil agir.
Vivemos uma sociedade onde se chora a pobreza alheia mas que é incapaz de olhar para o lado e ver que o vizinho precisa igualmente de ajuda.

Esta é uma sociedade de excessos.

Excesso de estereótipos, excesso de formalismos, excesso de hipocrisia, excesso de “faz-de-conta”.

Mas felizmente, em tudo na vida, há sempre o outro lado. Há sempre quem reme contra a maré.
Há sempre quem não respeite os estereótipos, quem tenha bondade natural e verdade intrínseca.
Quem ajude o próximo sem pedir nada em troca.

E é por essas pessoas que eu sou grata!

Sou grata a Deus, ao Universo, à Vida por terem feito com que eu esteja rodeada de pessoas diferentes desta sociedade de vida desenfreada.
Sou grata por me poder apoiar em pessoas fantásticas que a cada dia que passa me ajudam a ser melhor pessoa…que fazem de mim melhor pessoa.

São estas pessoas que vale a pena ter sempre por perto. São estas pessoas que me fazem acreditar que o Mundo pode ser um lugar melhor.
São estas pessoas que me fazem acreditar na humanidade e na força do amor sobre todas as outras.

A vocês serei eternamente grata por me equilibrarem e por me completarem!

Hélia
Num Natal onde mais uma vez percebeu que
o importante não é ter presentes mas sim estar presente!

Anúncios