Deixa-me adivinhar

Liberte-se das redomas mentais

Sei que às vezes querias voltar a viver numa bolha.

Naquela em que viveste durante anos e que não te deixava ser quem és.
Ao menos quando estavas protegido pelas suas finas paredes de sabão, que a ti mais pareciam muros de betão, não viam quem tu és mas sim quem queriam que fosses, e assim não te julgavam por quem és mas sim por quem julgavam seres, estou certa? Deixa-me adivinhar, às vezes ainda desejas profundamente criar uma nova bolha. Voltar a guardar tudo o que sentes num cantinho do teu peito e não demonstrar a ninguém quem realmente és mas apenas quem os outros querem que sejas.
Ou então, pensas em voltar atrás no tempo e deitar para trás das costas todo o processo de evolução e mudança pelo qual batalhaste nos últimos anos e que serviu para poderes ser tu, como és, sem artifícios.

Adivinhei? Continue reading “Deixa-me adivinhar”

Anúncios

Entre o desequilíbrio material e o equilíbrio emocional

abraco-2
A Humanidade anda triste, o sofrimento acontece a cada canto. As pessoas vivem de uma forma tão automatizada que por vezes nos dão vontade de procurar o botão onde se pode desligar toda esta sociedade consumista e desprovida de valores para quem um qualquer presente caro vale mais do que um abraço. Continue reading “Entre o desequilíbrio material e o equilíbrio emocional”

TU és importante! Sim, TU!

635996326318967000-735057824_legs-window-car-dirt-road-51397

Constantemente somos postos à prova…aqueles que um dia nos prometeram o Mundo são os mesmos que agora nos tiram o tapete  debaixo dos pés…e isto acontece com uma frequência tal que ainda não nos conseguimos levantar e já estamos novamente em queda.
Se pensarmos bem, a Vida não passa disso mesmo; um Cai e Levanta,um ilude e desilude, um agora Amo-te mas daqui a pouco já te odeio…

Mas será que tem mesmo de ser assim? Continue reading “TU és importante! Sim, TU!”

Somos ingratos com a Vida

mulher escrevendoSomos ingratos com a vida. Não damos valor a quem nos rodeia nem à vida que temos. Nunca estamos contentes com nada e esquecemo-nos de dizer um simples “obrigada” a quem realmente faz alguma coisa por nós. Achamos que é uma obrigação dos outros fazer algo para que sejamos mais felizes e esquecemo-nos de ajudar na felicidade dessas mesmas pessoas. Continue reading “Somos ingratos com a Vida”

devaneio de saudade

a66863752da0d0c32f3c4098ba89b7d8

Tenho saudades tuas, tenho saudades das nossas conversas e devaneios. Tenho saudades dos ET’s, das tuas teorias em que o Universo estaria a preparar um futuro qualquer em que eu seria feliz. Tenho saudades de te chatear, de te tentar meter juízo na cabeça. Tenho saudades das longas horas em frente ao pc a falar sobre tudo e sobre nada. Tenho saudades de te Continue reading “devaneio de saudade”

Lisboa

tumblr_mkn1avOnq11r3vjino1_500

Mais um comboio, mais uma viagem para a Capital. Se há um ano atrás me dissessem que eu me ia apaixonar por Lisboa, eu diria que estavam loucos, mas a verdade é que me apaixonei. A cidade das sete colinas, do fado e da luz. Quando pus os pés pela primeira vez na cidade, só desejava entrar de novo no comboio e ir para casa. A ideia de estar sozinha na “Cidade Grande” assustava-me imenso, e apesar de saber que ia viver com a Camila e que ela me ia ajudar na adaptação, também sabia que ela tem a sua independência, os seus amigos, e não queria de forma nenhuma sentir-me a mais. A verdade é que ao fim de pouco Continue reading “Lisboa”