Coimbra é Património da Humanidade, ou Património de quem a Vive?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Corria o ano de 2013 quando, quatro freguesias de Coimbra (São Bartolomeu, Sé Nova, Sé Velha e Santa Cruz), designadas por Universidade de Coimbra – Alta e Sofia, foram consideradas pela UNESCO como Património da Humanidade.

É óbvio que é uma distinção merecida, por toda a história e qualidade cultural e arquitectónica que lhes é adjacente, mas será que este facto não será suficiente para uma revitalização da cidade? É com imensa pena e desagrado que vejo, cada vez mais, Coimbra a transformar-se numa cidade de fachada.

Continue reading “Coimbra é Património da Humanidade, ou Património de quem a Vive?”